Como você se comunica com seu filho, sobrinho, neto, aluno?

É comum nos referirmos à crianças com termos similares aos abaixo, certo?   Ela é tão inteligente… Você pinta tão bem! Ele é ótimo com inglês!  Você bom nisso!  E nem imaginamos que estes rótulos são quase tão prejudiciais quanto os rótulos negativos (agressivo, devagar, teimoso, quieto, etc) que damos às crianças.Por quê? Por não existir